Envie agora sua mensagem para o locutor!

200
caracter(es) restante(s)

Previsão do tempo!

Agora o tempo está Nublado com 17 ºC.

Envie agora seu recado ao nosso mural!

200
caracter(es) restante(s)

Notícias: Geral

Em pouco mais de cem dias, quatro mulheres foram vítimas de feminicídio na região
07h10, 15/05/2018
O terrível caso ocorrido na noite de sexta-feira (11) em Bossoroca, o qual vitimou a jovem mãe de apenas 25 anos, Angelita Antunes Barbosa, é mais um que se soma aos numerosos e alarmantes casos de femicídio na região das Missões. Angelita tornou-se a quarta vítima fatal em um espaço de 103 dias.
 
29 de janeiro
 
O primeiro feminicídio divulgado pela imprensa neste ano ocorreu no dia 29 de janeiro, em Salvador das Missões. Roseli Maria Leichtweis, 32 anos, foi morta a tiros pelo ex-companheiro, 47 anos, em meio a um processo de separação. Ele, que foi preso no dia seguinte, apresentava ferimento de arma de fogo no queixo, indicando uma tentativa de suicídio.
 
6 de abril
 
Em uma sexta-feira, a comunidade de Dezesseis de Novembro se viu diante do segundo caso: Irene Diel Egevarth, 41anos, a poucos dias de tornar-se avó, foi morta a tiros pelo ex-marido, o vereador Ramão Padilha. Ele, como no caso anterior, também tentou suicídio, vindo falecer no hospital de São Luiz Gonzaga pouco depois.
 
8 de abril
 
Um homem de 32 anos coloca fogo em uma pensão, em Cerro Largo, visando tirar a vida de sua ex-companheira e filhos. O crime deixou dezenas de famílias desabrigadas, mas todas conseguiram escapar. No histórico do criminoso, preso no dia seguinte, um rastro de crueldade: quatro dias antes ele já incendiara a casa onde a mulher vivia.
 
22 de abril
 
Ieda Gomes da Luz, 41 anos, teve a vida tirada pelo ex-companheiro que não aceitava a separação. A forma como ela foi morta assemelha-se ao caso de ontem, em Bossoroca: a facadas. Ieda e o assassino viveram juntos por cinco anos, mas há dois estavam separados. No dia do crime ela chegou ir à policia relatar as ameaças. O assassino, Noel Braz Rodrigues, está foragido.
 
6 de maio
 

Salvador das Missões foi cenário de um dos casos mais chocantes. O marido jogou um galão de gasolina na mulher que teve 80% do corpo queimado. O filho de 12 anos foi quem presenciou o caso e pediu socorro para um vizinho. Atualmente ela está internada em Porto Alegre. O autor do crime pode ser solto mediante pagamento de fiança. 

Fonte: Rádio São Luiz